fevereiro 08, 2010

A arte de voltar [06.02.2010 Coimbra]

Voltamos a casa e às pedras da calçada que circundam a sé velha e que descem do quebra-costas até ao abrigo do lobo desta noite – a Arte à Parte.
Se tudo é saudade, este regresso antes da partida é o silêncio que antecede as tempestades do coração.
Se a memória é tudo o que nos acompanha, então hoje à noite enchi os bolsos, as mãos e os olhos de nova companhia de viagem.
Mas neste regresso há um sentimento que me é estrangeiro, como se eu fora um estranho que pela primeira vez visita Coimbra e recebe assim as primeiras bênçãos da cidade.
E vieram caras que conheço, mas ainda mais aquelas de olhos que não faziam parte das minhas memórias e que agora fazem parte de mim.
A doce oferenda do silêncio e a cumplicidade de todos quantos vieram hoje… que magnífica companhia de viagem. O lobo não poderia pedir mais…
Obrigado.
JoaoRui

The Art Of Returning - We returned home, to the stones of the pavement that surround the Old Cathedral and descend the ladder to the shelter of wolf for tonight – Arte à Parte. If everything is longing, this return before leaving is the silence that precedes the storms of the heart. If memory is all that accompanies us, tonight I filled my pockets, hands and eyes with a new travel companion. But in this return there is a feeling that is foreign to me, as if I was a stranger for the first time visiting Coimbra and thus received the first blessings of the city. And there came about faces that I know, but even more those of whose eyes were not part of my memories but are now part of me. The sweet gift of silence and complicity of those who came today ... what a magnificent travel companion. The wolf could not ask for more ...Thank you. JoaoRui

2 comentários:

  1. ahahaha!!! :D

    esssas fotos deviam ter som!!! ;P

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar